Monday, July 24, 2017

TV Pampa X Guaíba em 1981

Revista: Gazeta Mercantil
Data de Publicação: 18/03/1981
Autora: Jane Filipon



A DIVISÃO DA AUDIÊNCIA

Todas as quatro televisões do Rio Grande do Sul neste início de ano estão empreendendo modificações em suas programações e investimentos em novos equipamentos. O alvo das emissoras menores é conseguir, numa primeira etapa, a divisão mais eqüitativa do mercado quase todo concentrado em torno da bem estruturada Televisão Gaúcha (programação da Rede Globo). Durante todo o ano de 1980, a Gaúcha manteve uma média de 60% de audiência, na Grande Porto Alegre, e liderança quase absoluta no interior do estado, onde conta com nove estações retransmissoras e apenas a concorrência da Televisão Difusora (da Rede Bandeirantes). TV Guaíba e TV Pampa, sem ligações com redes nacionais, ainda não atuam em áreas interioranas.

MUDANÇAS - A Guaíba, da Empresa Jornalística Caldas Júnior, foi a emissora que introduz modificações mais substanciais, porque passou a ocupar 45% de sua linha de programas com produções locais (antes era 35%), o restante do espaço ocupado com filmes e desenhos. A Guaíba, que atualmente ocupa a última posição com 4% de audiência, perdendo para TV Pampa que, segundo o IBOPE, tem 24,6% da preferência do público e para a Difusora com 8%, antecipou seu horário de entrada no ar para as 9h30 (durante dois anos a programação iniciava-se às 16 horas).

PERSONALIZAR - "Nesses dois anos de presença no mercado", afirmou a este jornal o diretor de programação, Sérgio Reis, "tivemos como principal objetivo de nosso trabalho personalizar a estação como uma emissora eminentemente local e fora de rede, tendo, porém, como público-alvo o sexo masculino." Nesta nova arrancada e com um faturamento triplicado (Cr$ 24 milhões mensais segundo a empresa), a programação foi estratificada de forma tradicional (pela manhã, infanto-juvenil, do meio-dia às 14 horas, eminentemente feminina; para crianças à tarde; e no começo da noite um programa de informações, comentários e esportes), encerrando com filmes.

A briga pela audiência feminina no horário das 12 horas se dará basicamente entre três emissoras: TV Gaúcha, TV Guaíba e TV Difusora. Programas neste horário se mantêm em bons níveis de audiência no interior e em Porto Alegre, porque o hábito de a família se reunir em casa, ao meio-dia, ainda permanece. Reis acha, porém, que na capital a presença maior neste horário é fundamentalmente feminina e por isto entra com programa exclusivamente nessa linha. "Nas demais emissoras se justifica porque cobrem todo o estado. Pode ser, portanto, um programa bem mais variado que o nosso, pois os homens do interior ainda almoçam em casa", explicou ele. A Televisão Gaúcha, segundo seu diretor executivo, Fernando Miranda, pretende mexer no seu jornal do almoço, buscando novos cenários e maior descontração, pois está no ar há 10 anos, praticamente sem alterações fundamentais.

PÚBLICO - O público-alvo da programação da Gaúcha não será, porém, modificado. Isto porque a pesquisa encomendada à Marplan, para introduzir inovações, caso fossem necessárias, constatou que, das 12 às 13 horas, 49% de seus telespectadores são homens e 51%, mulheres, e "a Gaúcha das 13 às 14 horas, 45% do público é masculino e 55%, feminino. A Gaúcha pretende, este ano, produzir, ainda, pelo menos dois casos especiais com artistas gaúchos e há uma idéia, ainda embrionária, de fazer um noticioso pela manhã. A linha de programação da TV Difusora não sofrerá grandes ajustes, estando reservada para a emissora a transmissão dos novos programas da Bandeirantes.

EQUIPAMENTOS - A TV Pampa parece ter encontrado sua linha: desenhos e filmes. Mas o diretor presidente, Otávio Dumet Gadret, e o diretor de programação, Gilberto Lessa, também estão pensando em alterar a fórmula, embora tenha dado certo, pois, com menos de um ano de atuação, ficaram com a segunda posição. Enquanto em dois anos a Pampa anuncia que estará cobrindo todo o estado e a Guaíba, ainda este ano, 70% do Rio Grande do Sul, com este tipo de expansão superado, a Gaúcha parte para outros investimentos: um novo prédio de 1.700 m2 para instalação da área técnica e operacional; compra de cinco câmaras portáteis mais atualizadas e três unidades de microondas portáteis.

No comments:

Post a Comment

Followers