Friday, October 23, 2015

Globo rouba toda equipe de humor de Sílvio Santos

Jornal do Brasil
Data de Publicação: 20/12/1981

A TVS SE VÊ FORTE AO PERDER ''REAPERTURA''

A contratação, pela TV Globo, de toda a equipe do programa Reapertura, que a TVS transmite nas noites de quarta-feira, não representa qualquer perda substancial para a emissora do animador Sílvio Santos. Pelo menos é o que afirma o diretor do Sistema Brasileiro de Televisão, Moyses Weltman. Ele anuncia uma nova atração na TV S, já para o início de 1982: a Turma da Mônica - Mônica, Cebolinha, Cascão e outros - do artista Maurício de Souza, autor da mensagem de fim de ano da emissora.

- O Reapertura - diz Moyses -é exibido apenas uma vez por semana. Sua ausência, assim, não significará uma alteração importante na nossa programação. Além disso, haverá tempo para uma substituição adequada, pois o contrato dos artistas, técnicos e operadores - a Globo só faltou levar o rapaz que serve cafezinho - vai até março. E eles, como bons profissionais, vão cumpri-lo até lá.

Com uma tranqüilidade assegurada pelo segundo lugar em audiência no Rio e em São Paulo, Moyses Weltman assegura que já se foi o tempo em que a TVS, dependia de um ou dois programas. E, pesquisas do IBOPE nas mãos, mostra os números com os quais a Globo tem de se defrontar.

No caso do Reapertura garante - a perda é muito mais de caráter sentimental do que comercial.

A filosofia de programação da TV S permanecerá a mesma, segundo o diretor do SBT:

Continuaremos dando espaço ao artista brasileiro, lançando novos talentos e relançando antigos profissionais.

Weltman diz que os salários oferecidos pela TV Globo à equipe de Reapertura são irresistíveis. E cita exemplos: Paulo Celestino via ganhar Cr$ 1 milhão, Geraldo Alves Cr$ 600 mil, Tutuca Cr$ 400 mil e assim por diante:

- Nós não quisemos entrar no leilão que se caracterizou em determinado momento.

As propostas da emissora revela concorrente em foram feitas - revela Weltman - em novembro, quando Reapertura completava um ano e três meses de apresentação:

- O programa se transformou num sucesso, em nossos termos. A Globo, todo-poderosa, tem o maior elenco de artistas. No humor, tem Chico Anísio, Agildo Ribeiro, Jô Soares. Por que levaria os nossos humoristas, os que há um ano e meio estavam na rua da amargura, fazendo greve para receber os salários atrasados em outra emissora? Ela passou o maior recibo do crescimento da TVS, está incomodada porque até há pouco tempo não tinha concorrente.

Dizendo que a imprensa foi irônica com esses humoristas quando a TVS os contratou, chamando-os de "rebotalho da Tupi", Weltman ressalta que a contratação simultânea de todo um elenco é coisa difícil de acontecer:

- O caso mais parecido ocorreu no início da década de 60, quando a TV Excelsior, com o dinheiro da exportação do café, levou metade da TV Rio em 24 horas. O mais recente é o da contratação dos Trapalhões, levados da TV Tupi para a Globo.

A TVS, segundo Weltman, não pretende uma revanche. Não pensa em tirar ninguém da Globo, embora saiba que lá há profissionais que, mesmo contratados, não atuam.

Não vamos entrar na loucura de inflacionar salários ou propiciar leilões.

No comments:

Post a Comment

Followers