Tuesday, September 9, 2014

1991 - Kadu Moliterno em O Dono do Mundo

O Globo
Data de Publicação: 5/2/1991
Autora: Lívia de Almeida
A NOVA ARMAÇÃO DE KADU MOLITERNO
Ator volta à TV na próxima novela das 20h

O ator Kadu Moliterno está de volta às novelas da TV Globo. Ele está se preparando para entrar em cena na próxima atração do horário das 20h -que substituirá "Meu bem, meu mal" -, cujas gravações estão previstas para começar ainda em março. A nova novela, escrita por Gilberto Braga, terá direção de Denis Carvalho.

Desta maneira, a dupla "Juba e Lula" está momentaneamente separada. Seus fás vão ter de esperar algum tempo para voltar a assistir às aventuras dos dois heróis no vídeo ou no cinema: enquanto Kadu retorna às novelas, André di Biasi se encontra de férias no Norte do País.

Há seis anos, Kadu Moliterno havia deixado de participar do elenco das novelas da TV Globo e se dedicava inteiramente ao premiado programa "Armação ilimitada". Mais tarde, o ator participou do seriado diário "Juba e Lula", que ficou apenas um mês na programação da emissora. Nas novelas, seu último papel foi em "Partido alto", de Glória Perez e Aguinaldo Silva.

- Eu estava com saudades de fazer novela - confessa Kadu, dizendo ainda não ter informações sobre o seu novo trabalho.

Kadu estava há 12 anos na TV Globo. Sua estréia na televisão foi na novela "O pulo do gato", de Bráulio Pedroso. Participou de sucessos como "A sucessora", "Água viva" e "Brilhante". Seu papel preferido, entretanto, foi o José Eleutério, o "filho do diabo", apaixonado por Santinha (Cristina Mullins), na novela "Paraíso", de Benedito Ruy Barbosa.

O seriado "Armação ilimitada", do qual participavam também a atriz Andréa Beltrão e o (na época) menino Jonas Torres, durou quatro anos no horário noturno. O sucesso foi tanto que os dois protagonistas mereceram uma nova série, "Juba e Lula". O ator acredita que o programa não funcionou no horário vespertino por um erro em sua concepção. Na sua opinião, ficava excessivamente cara a produção de um seriado diário, voltado para o público infantil, que misturasse ficção com jogos e brincadeiras.

Com o fim do programa, os dois atores deixaram a TV Globo e procuraram produzir, de forma independente, um novo seriado para ser oferecido a outras emissoras de televisão. O Plano Collor surpreendeu a dupla. A produtora de vídeo que participava do projeto, a Frame, pertencia ao grupo Pullman, que pediu concordata no ano passado. Com dois capítulos já concluídos, o projeto teve de ser interrompido.

Kadu afirma que sua volta às novelas não significa que a dupla de heróis da garotada tenha sido definitivamente desfeita. Muito pelo contrário. A empresa formada com André di Biasi continua aberta. Mas a comercialização da marca "Juba e Lula" depende muito da continuação das aventuras dos dois na televisão ou no cinema.

-- É uma marca de muita força. Investimos muito e ela não pode terminar assim, de uma hora para a outra. Acho que o melhor caminho para a volta da dupla talvez fosse através de um longa-metragem para o cinema - analisa Kadu.

No comments:

Post a Comment

Followers