Monday, June 23, 2014

Sérgio Jockyman Escreve Novela

Amiga TV
Data de Publicação: 16/4/1975
Autor: Rogaciano Freitas
AGORA VAMOS RIR DOS PETRODÓLARES


Um sheik movimenta Ipanema para fazer a nova novela da Tupi

O apartamento 101, do edifício nº 8, na Praça Belfort Vieira, em Ipanema, foi transformado em camarim, guarda-roupa e sala de maquilagem, enquanto as ruas e praias daquele bairro da Zona Sul carioca são tomadas pelos caminhões de externas da Rede Tupi de Televisão, Canal 4 São Paulo. Isso acontece às segundas, terças e quartas, semana sim outra não, para gravações externas da novela O Sheik de Ipanema, que estréia dia 16 de abril. Sérgio Jockyman, o autor, pretende criar nesta novela o mesmo espírito alegre e descontraído de O Machão, também de sua autoria. "A intenção de uma novela desse tipo é satirizar. Fazer rir um pouco desta caçada internacional aos petrodólares. Será uma espécie de fábula sobre a cobiça humana. A história se inicia com um empresário falido que, querendo tirar dinheiro de um bicheiro (também em vias de falir com a oficialização da zooteca), usa sua noiva como atriz. Como a moça, Jajá (Teresa Sodré) não tinha talento, coloca-a para fazer strip-tease. O bicheiro manda seu capanga, Bigorna (Carlos Koppa) assistir à estréia e, quando este o avisa que a noiva está nua no palco, Rocão, o bicheiro (Laerte Morrone), invade o teatro e resolve acabar com o empresário, Dino (John Herbert) e com o ator principal, Sheik (Luís Gustavo). Sheik e Jajá fogem para a residência de um milionário falido, Zezinho (Cazarré), que, por coincidência, espera a visita de

um sheik de verdade. Zezinho, míope, confundo um pelo outro. Começam, então, as confusões que, durante a novela, vão envolver os personagens, todos interessados nos petrodólares do suposto sheik. Surgem dois grupos em busca dos milagrosos petrodólares. Um liderado por Dodô (Nílton Prado) e outro, por Bóbi (Geraldo dei Rei), um ex-galã. Todos se dão mal quando chega o sheik verdadeiro. A preocupação portanto, é satirizar os espertalhões sem intenções ocultas."

Luís Gustavo acha maravilhoso vir gravar no Rio. ''Já gravei aqui na época do Beto Rockfeller. Além disso, Sheik é um personagem muito interessante. Estou gratificado duas vezes. Pelo papel que recebi e pelas sucessivas viagens que faremos entre Rio e São Paulo.''

Teresa Sodré acha Jajá ou Jandira, uma costureira da Zona Norte, "um barato". Tanto Rocão (Laerte Morrone), o noivo bicheiro, insiste, que ela acaba tentando a vida artística. É um personagem delicioso de interpretar''.

Luís Galon, que dirigiu O Machão, também está dirigindo O Sheik de Ipanema. "Uma novela engraçada, cheia de conflitos e situações, gostosa de dirigir, com uma equipe técnica sempre atenta e um elenco mais de amigos do que colegas. No duro, somos urna família."

No comments:

Post a Comment

Followers