Monday, June 23, 2014

O Final de O Rebu

Última Hora
Data de Publicação: 8/4/1975
Autor: Mister Eco
O JOIO E O TRIGO
Tirante os filmes, que de anos para cá se tornaram o forte da programação da TV Rio, alguns dos quais já se tornaram irritantes de tão repetidos em curtos prazos, a programação do Canal Treze vai aos poucos expandindo-se em outras realizações, tais como as que integram a sua faixa chamada "Sem Barreira". O futebol, paixão das massas, e outros esportes, também vêm merecendo a melhor e a maior atenção entre todas as nossas emissoras. Há projetos em curso, inclusive o já anunciado lançamento de um programa comandado por Carlos Magalhães, nome do qual - a ignorância deve ser minha - jamais ouvi falar.

O Sistema Brasileiro de Comunicação, entretanto, foi fundado com base na notícia e na informação, ou seja, no telejornalismo. O seu departamento especializado, sob o comando vibrante e dinâmico de Jean Pouchard - os termos são esses mesmos, sem qualquer exagero, considerando-se não somente a tradição do colega jornalista, mas, e principalmente, os obstáculos e as precariedades contra as quais luta e supera - aquele departamento, dizia eu, está funcionando. E muito bem dentro de suas possibilidades - sempre é bom frisar-se esse aspecto ainda de carência de recursos por que passa a emissora.

Integrado por uma boa equipe de profissionais, o departamento dirigido por Jean Pouchard é, sem dúvida, o ponto maior da programação da TV

Rio e uma promessa alentadora do muito que ainda poderá realizar, quando as condições lhe forem mais favoráveis. E de todos os seus cometimentos - Jornal da Tarde, Agora e Repórter Espetacular - também sem dúvida o Jornal Maior é o grande destaque.

Com a locução correta, sóbria e precisa de Carlos Bianchini, Ronaldo Rosas e Anita Taranto, que se evidencia inclusive na própria imagem física sem intuitos glamurizantes, Jornal Maior vem-se impondo como um dos nossos melhores noticiosos, se não o melhor. E explico. Carências à parte, notadamente de um maior número de elementos visuais, de notícias estrangeiras realmente importantes, Jornal Maior prepondera pela qualidade do texto. Ele é redigido especificamente para a televisão. Como tal, não se perde tempo com blablabás inúteis, não se gastam palavras supérfluas. Penteia-se. Enxugam-se caprichadamente as notícias e as informações. O seu setor de reportagem, por exemplo, nesse rebu dos pobres que envolve estranhíssimos personagens dos motéis da Barra da Tijuca, tem dado verdadeiros banhos de jornalismo desapaixonado. Essa agilidade do Jornal Maior é que lhe confere, no meu fraco entender, as galas de um bom noticioso e de um bom informativo. Afinal, qualquer jornal, impresso, falado ou televisado, não pode e não deve ser ele todo feito, ponta a ponta, de editoriais.

No comments:

Post a Comment

Followers