Saturday, January 4, 2014

1974 - Novela O Rebu Promete Inovar

Revista Amiga
2/10/1974

É TEMPO DE FESTA. AS NOVELAS VÃO MUDAR
A TV Globo está prometendo muitas novidades para seus três horários de novelas: dia 4 de novembro, em lugar de O Espigão, entra A Festa, de Bráulio Pedroso, que marcará a estréia de Bete Mendes na Globo. Paulo Gracindo já está praticamente confirmado no elenco da próxima história das 20 horas. E Jorge Andrade poderá ser o autor da próxima novela das 19 horas

Além de marcar a estréia de Bete Mendes e a volta de Lima Duarte às novelas, A Festa - título provisório da história de Bráulio Pedroso que substituirá O Espigão a partir de 4 de novembro - vai mostrar também o que Daniel Filho chama de "algo totalmente inédito em televisão, sem ter nada a ver com os trabalhos anteriores de Bráulio". Uma recepção oferecida na mansão de um banqueiro, homenageando uma aristocrata inglesa em visita ao Brasil, será a cena inicial da novela. Ao final da festa - que tinha somente 24 convidados descobre-se uma pessoa morta na piscina. As investigações policiais envolvem todos os convidados e o suspense vai continuar até o final da história, prevista para 120 capítulos. Daniel Filho, que vai dirigir os primeiros capítulos, diz que A Festa "terá um tratamento de linguagem inteiramente novo em televisão. A idéia me foi apresentada pelo próprio Bráulio e eu a considerei magistral. Sei que utilizar termos tipo "abertura'', ''elevação de nível de programação" é fórmula

desgastada, mas asseguro que esta novela será realmente algo de novo em TV. A título de ilustração e para que se tenha uma idéia da complexidade da realização, nessa festa não haverá um figurante, mesmo para os papéis de garçons e capeiros. Todos serão atores profissionais e raramente contaremos com figurantes na história". No elenco estão confirmadas por enquanto as presenças de Bete Mendes e Lima Duarte, mas estão quase certos também Ziembinski, Arlete Sales, Maria Cláudia e Paulo César Pereio.

PAULO GRACINDO SERÁ UM VELHO MEDIEVAL., ÀS 20H. - Até hoje, Paulo Gracindo só trabalhou na TV Globo em novelas das 22 horas, mas a partir do dia 3 de janeiro o público das 20 horas terá oportunidade de vê-lo, estrelando a história que substituirá Fogo Sobre Terra. Lauro César Muniz, o autor, já entregou a Daniel Filho a sinopse da história, que gira em torno do concessionário de uma ilha, localizada a 800 quilômetros da costa, ''além das 200 milhas", e em cujo subsolo existe uma jazida de mineral radioativo. Somente esse concessionário - que (é praticamente certo) será interpretado por Paulo Gracindo - sabe da existência do mineral. Ele tem ascendência medieval e sonha instalar naquela ilha um tipo de sociedade perfeita, que na sua opinião coincidiria com os moldes da sociedade de seus ancestrais. Esta é uma idéia básica da novela, já aprovada por Daniel Filho. Mas os trabalhos de produção só terão início depois da volta do responsável pela produção, Mariano Gatti, e do diretor Régis Cardoso (que entram em férias no final de O Espigão). Sobre o elenco, Lauro César Muniz diz que "o único nome praticamente confirmado até agora é o de Paulo Gracindo, para viver esse rico concessionário cujo maior orgulho está no fato de descender de uma família nobre (um de seus afastados parentes era grão-mestre de uma cidade medieval)".

No comments:

Post a Comment

Followers