Tuesday, November 5, 2013

1972 - Silvio Santos compra formato argentino

VEJA
 18/10/1972

O MÁGICO 
 
Sílvio Santos foi buscar na Argentina o quadro de maior sucesso atualmente em seu programa dominical: "Sinos de Belém" - que poderia chamar-se, também, "A Cartola do Mágico". Nele, instituições de caridade competem numa gincana prevista para 34 semanas, com prêmio final de 350 000 cruzeiros, e parciais nas eliminatórias de 1 a 5.000 cruzeiros por tarefa cumprida.

Entre as salvas de palmas do auditório, um número musical ou uma entrevista e as piadas da ex-vedete Virgínia Lane, do seu júri, procurando o humor (e raramente o encontrando) em torno da linha do abdome ou de um busto, Sílvio Santos, entre sorrisos, anuncia as tarefas a serem cumpridas.

Conseguir levar ao programa um ator do cinema, americano, que tenha sido noivo da filha de um ex-presidente dos Estados Unidos. Conseguir que dois voluntários escalem os quarenta andares do Edifício Itália, em São Paulo, e trazer também dos Estados Unidos uma vedete que tenha em seu corpo desenhos feitos pelo pintor surrealista francês Salvador Dali são algumas das tarefas pedidas e cumpridas pelas instituições de caridade, que podem ganhar por semana no programa um total de cruzeiros em prêmios insuficiente, tanto para as necessidades dos seus infortunados dependentes como para atender as despesas de viagens e hospedagem dos exigidos pelas tarefas.

"A produção tem um representante em Nova York, que faz os convites e paga a viagem e as estadas, e aqui também se ajudam as instituições", confessa a assessora de Sílvio Santos, Eulália de Carvalho, enquanto no palco o "animador-sorriso", sorrindo, faz suspense: "Será que a vedete (Monique von Voore) vem mostrar os desenhos de Dali? Monique acabou aparecendo, não mostrou a tatuagem, o público aplaudiu e o mágico Sílvio, em seguida ainda, conseguia fazer do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar de São Paulo atores coadjuvantes - sem cachê - de algumas cenas externas do programa. Na avenida São Luís", no centro de São Paulo, com o trânsito parado, Sílvio Santos, sorrindo, subiu com a ajuda de urna escada Magirus no encalço dos dois voluntários alpinistas. que escalavam o Edifício Itália.

No comments:

Post a Comment

Followers