Sunday, June 2, 2013

1995 - A Voz do Brasil, Cid Moreira, Fica na Globo

O Globo
Data de Publicação: 7/2/1995
Autor: Gilberto de Abreu
CID MOREIRA DIZ QUE FICA NA GLOBO
Apresentador nega ser "fantasma" e se diz perseguido

O apresentador do "Jornal nacional" Cid Moreira acredita que alguém está promovendo uma campanha contra ele. O motivo ele não sabe, mas o fato é que Moreira desmente as informações de que estaria pedindo demissão da Rede Globo. Irritado também com as acusações de que seria um funcionário fantasma a da Rádio MEC, o apresentar está contando até dez para perder a paciência que ainda lhe resta.

Dono de uma trajetória profissional que se mistura com a própia história do telejornalismo brasileiro, Cid Moreira se orgulha de apresentar o "Jornal nacional" desde a sua primeira edição. E diz que morrerá trabalhando.

E o telejornal. de maior audiência e também o de maior credibilidade. Sempre que divulgam uma informação como essa, de que eu estaria pedindo demissão, penso que estão dando início a uma campanha contra mim e contra a Rede Globo - diz Cid Moreira.

O apresentador, que no ano passado entrou para o "Livro Guiness de recordes- por apresentar o "Jornal nacional" desde a sua primeira edição, em 1969, conta que está realmente incomodado com as acusações de que é um funcionário fantasma da TVE.

- Fantasma, eu? A pessoa que diz que eu ganho sem trabalhar se esquece de que, durante 20 anos, trabalhei ao lado de Paulo Tapajós no Projeto Minerva. Retornei, mas de nada adiantou. Quando convocaram os funcionários de volta, fiquei em disponibilidade, assinando diariamente o meu cartão de ponto e aguardando uma possível volta, Se não trabalhei é porque não tinha o que fazer.

Apesar da rotina burocrática, Cid Moreira diz que não considerava aquilo um emprego.

- Era uma colaboração, porque o salário era idiota. Cheguei a pedir transferência para a Funtevê, onde achei que pudesse fazer alguma coisa. Fiquei nessa uns dois anos e meio e nada. Nunca fui chamado para trabalhar - conta.

Cid Moreira diz que não sabe quem tem interesse em atacá-lo, mas pede que seus adversários prestem mais atenção ao trabalho que faz antes de chamá-lo de funcionário fantasma.

- Tenho como provar que durante os 20 anos em que estive no MEC trabalhei para justificar meu salário. As crônicas gravadas nos estúdios da rádio iam ao ar todos os domingos, e em cadeia nacional. E impossível que o Brasil não se lembre disso.

No comments:

Post a Comment

Followers