Monday, June 3, 2013

1981 - Flamengo X Globo

Jornal do Brasil
Data de Publicação: 3/10/1981
FLAMENGO ACUSA A TV GLOBO DE 'PIRATARIA'
A verdadeira batalha pelo televisamento da partida prosseguiu durante boa parte do dia de ontem. Quando todos pensavam que a TV Studios garantira a exclusividade, o empresário Marcos Lázaro, que defende os interesses da TV Globo, entrou com um mandado de segurança e o juiz de Cáli concedeu o direito da imagem para esta emissora.

Em conseqüência, no Rio, o presidente Dunshee de Abranches acusou a Globo de "praticar pirataria", e os dirigentes do Flamengo disseram que vão acionar a TV Globo porque, com o impedimento de a TV Studios televisar, deixou de ganhar uma cota de 28 mil dólares (quase Cr$ 3 milhões). O vice-presidente administrativo e chefe da delegação do Flamengo, Adoniran Araújo, disse que além disso a TV Globo se negou a pagar a cota do Flamengo e, assim, o clube não ganhou absolutamente nada.

Enquanto a TV Studios garantia o uso do satélite, a TV Globo investiu na equipe de externa (única, por sinal). Assim uma continuava dependendo da outra e, sem o acordo, não haveria o televisamento direto. Na véspera da partida, já à noite, Adoniran Araújo e o diretor comercial da TV Studios, Eduardo Marcondes, diziam que a transmissão estava ganha e que a Globo só passaria o jogo se eles quisessem. Mas, neste mesmo dia chegou, bem tarde da noite, o empresário Marcos Lázaro que impetrou um mandado de segurança e garantiu para a Globo o direito de televisar.

VAI A JUSTIÇA - Acusando a TV Globo de praticar "pirataria", o presidente do Flamengo, Antônio Augusto Dunshee de Abranches, afirmou ontem que vai entrar na Justiça contra todo o Sistema Globo; solicitando uma indenização de Cr$ 30 milhões, por perdas e danos morais e materiais. O dirigente garante que a TV Globo usou indevidamente a imagem do Flamengo, ao transmitir a partida de ontem, embora tivesse feito todos os esforços para impedir a transmissão, que em sua opinião deveria caber à TVS.

À tarde, sem sucesso, Antônio Augusto Dunshee de Abranches tentou junto à Embratel e à CBF uma forma de impedir a transmissão do jogo. Entretanto, uma ação impetrada pela TV Globo, em Cáli, garantiu à emissora o direito da transmissão. Assim, na próxima semana, o Flamengo reúne todos os documentos necessários e entra com a ação, solicitando o ressarcimento do que considera "prejuízos materiais e morais".

Antônio Augusto explica: -- A Globo entrou com uma ação em Cáli para que a emissora de lá lhe cedesse a imagem. Tentei junto à Embratel impedir a transmissão, mas o presidente me declarou que não teria outro atitude a não ser ceder o canal à Globo, porque isso quem define é a emissora que gera a imagem. Como a emissora colombiana afirmou que cederia a imagem Globo, a Embratel nada poderia fazer. A empresa não atua nesses casos.

O presidente do Flamengo prossegue:

- O regulamento da Libertadores determina que quem tem o mando de campo comercializa o jogo e sua transmissão, ficando com 80% enquanto o visitante tem apenas 20% do que for ganho com os direitos. E a Globo foi ao Deportivo Cáli, oferecendo 15 mil dólares (Cr$ 1 milhão 620 mil). Como co-participante, o Flamengo considerou a quantia ridícula, indecente e imoral. Acho que esse regulamento da Libertadores só deveria se restringir a jogos dentro de um pais. De um país para outro, aplica-se a lei do país que recebe a transmissão. Isto a Embratel reconheceu. E o Flamengo já tinha vendido os direitos à TVS, Canal 11, por Cr$ 2 milhões e 800 mil, ou seja, cerca de 27 mil dólares. Aí, deu-se o impasse e a Globo valeu-se do judiciário de lá.

Antônio Augusto continua narrando o caso e faz suas criticas à Globo:

- Acho errado a Globo usar a imagem do principal clube do Brasil desta forma. Para mim, isto constitui pirataria e o Flamengo entrará com uma ação na Justiça assim que reunir os documentos que Adoniram Araújo, chefe da delegação, trouxer de Cáli. Pretendemos pedir uma indenização de Cr$ 30 milhões, por danos morais e materiais. E não vamos acionar apenas a TV Globo. Vamos entrar na Justiça contra todo o Sistema Globo, envolvendo televisão, Rádio Globo e Rádio Eldorado, para que a Globo não continue fazendo o que costuma: usar a imagem do Flamengo em atos de pirataria, impedindo o Flamengo de ganhar seu dinheiro. Lamento também a atitude da Embratel, que desconheceu um direito dos clubes, garantido por lei, de permitir ou vetar o uso de sua imagem.

TVS APÓIA O CLUBE - David Burnett, gerente artístico da TVS no Rio de Janeiro, afirmou que a sua emissora dará todo o apoio ao Flamengo nas medidas judiciais que vier a tomar na defesa dos direitos de transmissão do jogo de ontem, contra o Deportivo Cáli.

- A principio, tínhamos como certa a transmissão, mas infelizmente houve este problema inesperado com a TV Globo, acarretando prejuízo direto para a nossa estação. Mas tenho certeza de que a direção da TVS tomará as medidas cabíveis, com a rapidez que o caso merece. Aliás, isto só não aconteceu hoje (ontem) mesmo, porque todos os diretores se encontravam participando de um simpósio na cidade de Águas de São Pedro. Amanhã (hoje), entretanto, eles devem agir.

No comments:

Post a Comment

Followers