Thursday, May 23, 2013

2002 - Dona Xepa

O Globo
Data de Publicação: 4/8/2002
Autor: Paulo Senna
'DONA XEPA': HÁ 15 ANOS
Em 1977 estreava na Rede Globo a novela "Dona Xepa", no horário das 18h. Era uma trama de Gilberto Braga inspirada em uma peça teatral do escritor Pedro Bloch.



A história girava em torno de uma mulher rude, porém humana, que tentava sob todas as formas dar um futuro mais tranqüilo a seus dois filhos. Foi sem dúvida um dos personagens mais populares da carreira da atriz Yara Côrtes na televisão. A personagem-título era uma típica feirante: simples na maneira de falar e com atitudes espontâneas. Xepa era rejeitada pelos filhos à medida que eles iam subindo na vida e sentiam vergonha da simplicidade da mãe. Ela viveu em função deles durante toda a vida e, em razão disso, via-se no direito de cobrar todos os sacrifícios feitos. Mas acabou criando os filhos longe da realidade. O mais velho, Edison (Reinaldo Gonzaga), de uma certa forma recompensava a mãe com sua inteligência. Já a caçula, Rosália (Nívea Maria), era um poço de decepções com sua desenfreada ambição. A novela girava em torno desse trio. Para incrementar ainda mais a história, esses personagens acabavam envolvendo-se com moradores da periferia e também com milionários representados pela família Becker (Ênio Santos, Ida Gomes, Cláudio Cavalcanti e Fátima Freire). Gilberto Braga fez uma ótima adaptação da obra teatral, proporcionando à personagem Xepa maior amplitude do que a mostrada no palco para expressar sua vitalidade e sinceridade. E revelou ao grande público um universo humano até então desconhecido da maioria. Foi, sem dúvida, a novela que teve uma das melhores audiências, até então, no horário da 18h da Rede Globo. Depois deste trabalho, Gilberto Braga foi indicado para escrever uma trama para o horário nobre. Foi quando criou o grande sucesso "Dancin'Days". No elenco de "Dona Xêpa" também estavam Rubens de Falco, Edwin Luisi, Dionísio Azevedo, Fregolente, Ana Lúcia Torres, Ângela Leal, João Paulo Adour, Neuza Borges, Zeni Pereira e Castro Gonzaga, entre outros.

1 comment:

  1. DONA XEPA lembra muito minha mãe,já falecida:não tinha estudo,era bronca,mas possuía um coração enorme pois ela fazia bolo de graça para quem não tinha dinheiro para fazer festa pros filhos.DONA MATILDE CONFEITEIRA,igual a DONA XEPA,só que falava umas besteiras...rs

    RENATO ZUQUE

    ReplyDelete

Followers