Friday, May 24, 2013

1990 - Abril lança MTV

Revista Meio & Mensagem
Data de Publicação: 12/3/1990
Autora: Ayne Regina
ABRIL PROMETE REVOLUÇÃO NA TELEVISÃO BRASILEIRA
Com um acordo com a MTV: Music Television e uma programação baseada em música, a TV Abril (Canal 32 UHF) pretende alcançar o segmento jovem e obter pelo menos 1% de audiência na Grande São Paulo

Para conquistar as verbas publicitárias destinadas à mídia televisão este ano, as emissoras brasileiras vão ter de travar duras batalhas entre si, pois a guerra passa a contar agora com novos adversários. Mesmo a Globo, que desde já ocupa posição privilegiada no combate por ser a mais forte entre as adversárias, terá de se armar para evitar contra-ataques dos canais em UHF. Pelo menos dois deles já anunciaram seus planos e mostraram armas capazes de intimidar "o inimigo".

Com um investimento de 16 milhões de dólares, equipamentos sofisticados e potência dez vezes maior que a da TV Globo, a TV Jovem Pan inicia as transmissões em maio tendo como estratégia de ação programas ao vivo baseados no tripé jornalismo - esportes - prestação de serviços - que garante o sucesso da rádio Jovem Pan e formatos comerciais em 30 versões diferenciadas, conforme publicamos na edição 396.

Mas é a TV Abril - canal 32 UHF (uma das duas concessões que a Editora Abril possui nessa freqüência, e que tem sinal aberto) que promete uma verdadeira revolução na televisão brasileira. Lançada oficialmente em São Paulo na última quarta-feira, dia 7, com comunicado feito simultaneamente para os Estados Unidos, Europa, Japão e Austrália, a TV Abril deve recrutar para suas fileiras anunciantes do porte da Coca-Cola,Pepsi,,Philips, Levis e C&A em pouco tempo, graças à opção estratégica adotada de não lutar no mesmo campo das demais emissoras.

A força da música - Essa estratégia tem nome. Chama-se MTV: Music Television, um canal americano de TV a cabo que atinge 91 milhões de lares em 33 paises. E com a MTV que a TV Abril firmou acordo de licenciamento para troca de programações, sempre baseadas em muita música - 65% da programação, esportes, humor e jornalismo, voltados para o público jovem, e 12 a 34 anos.

''O lançamento da MTV na TV Abril representa uma rara oportunidade para estabelecer o primeiro serviço de música e lazer brasileiro com qualidade, vitalidade e mais opções para os telespectadores jovens", ressalta o diretor-superintendente do Grupo Abril, Roberto Civita. Em três anos de projeto, a TV Abril consumiu, até agora, 15 milhões de dólares - 10 milhões dos quais somente em equipamentos - e estão previstos recursos de mais 5 milhões de dólares.

"Parece uma insanidade investir tanto nesse período difícil que o país atravessa, mas a Abril acredita que a situação vai melhorar - não dá mais para ficar assim", desabafa o vice-presidente corporativo do Grupo Abril, Roger Karman. Sem adiantar as investidas comerciais do novo canal e previsões de faturamento no primeiro ano de atividades, Karman informa, apenas, que a TV Abril deverá ter espaços comerciais diferenciados. "Todas as possibilidades estão sendo estudadas", disse.

A TV Abril começa a operar, no terceiro trimestre desse ano - a data exata não foi divulgada - nas instalações da antiga TV Tupi. Inicialmente, as transmissões estarão voltadas para a região da Grande São Paulo, mas tanto o interior paulista como os outros mercados potenciais - Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Curitiba - devem receber os sinais, via satélite, através do Brasilsat II. A programação - com 50% de material nacional e o restante, enviado pela MTV - terá 13 horas diárias de domingo a quinta-feira, sendo que, às sextas e sábados, se estenderá para 16 horas diárias. Nos próximos dois anos, a emissora espera ficar 24 horas no ar, como acontece com a MTV no resto do mundo.

Programação especial - Os "clips" e noticiários nacionais serão feitos por produtores independentes. "Há muita gente com talento e sem equipamentos para colocá-los em prática. A TV Abril vai fornecer esse equipamento e produzir junto com esse pessoal", garante o diretor da TV Abril, Marcos Amazonas. Já existem cerca de cinqüenta projetos sendo estudados, e Amazonas acredita que até o início das operações serão mais de 200. "Com a TV musical, vamos preencher uma lacuna do segmento jovem e, ao mesmo tempo, ajudar a indústria da música no país", acredita. Ele lembra ainda que, com a troca de programação, os artistas brasileiros passarão a ser internacionalmente reconhecidos e novos talentos deverão ser lançados.

Além dos "clips" apresentados por VJ's (vídeo-jóqueis), a programação da TV Abril vai contar com programas de música para dançar, pedidos do público, show diário de notícias sobre cultura pop e um show semanal de eventos recentes. No que se refere a humor, a emissora levará ao ar programas humorísticos que revelaram muitos dos atuais astros das comédias cinematográficas e a nova safra de artistas brasileiros. No esporte, os destaques ficam para surfe e skate. Já, no jornalismo, blocos de 3 minutos serão inseridos a cada hora de programação com notícias sobre cultura e artes.

Atualmente, cinqüenta pessoas trabalham na estruturação do canal 32, mas, até a primeira transmissão, cerca de 250 pessoas devem estar trabalhando na TV Abril, dos quais oito serão exclusivamente VJ's. Quanto a equipamentos, a emissora será uma das primeiras do mundo a gravar e exibir os sinais de áudio e vídeo através do sistema digital, que permite que o ruído de fundo seja trinta vezes menor do que é hoje. Além dos trezes andares com três estúdios internos no Sumaré, a TV Abril vai contar com uma unidade móvel capaz de transmitir de qualquer ponto do país e seis unidades portáteis, todas equipadas com tecnologia de última geração.

Preferência do target - Para o lançamento da TV Abril estão sendo investidos 1,5 milhão de dólares em campanha publicitária. Nos próximos 'dias, anúncios serão veiculados nos principais jornais e revistas do país, spots vão entrar nas programações das rádios nacionais e centenas de outdoors serão espalhados pelas capitais brasileiras.

Além dessa campanha, preparada pela DPZ e que deve ser veiculada até setembro, muitas promoções e eventos devem marcar a entrada da Abril na mídia televisão. Quem está coordenando esses trabalhos é a Pressworks, agência de comunicação.

A partir de agora, pesquisas coordenadas pelo departamento interno na emissora e feitas por institutos como o Gallup devem demonstrar as preferências do target. Os resultados tabulados servirão para a adaptação da programação. ''Esperamos alcançar pelo menos 1% da audiência dos 4 milhões de lares com televisão da Grande São Paulo num primeiro momento", adiantou Roger Karman.

MTV NO MUNDO - A MTV: Music Television é uma das marcas da rede norte-americana MTV divisão da Viacom International Inc. A emissora, a cabo, foi lançada no dia 1º de agosto de 1981 com uma proposta inovadora para o mercado: visual irreverente traduzido no mais puro espírito rock'n roll, a base da programação, que ainda conte com notícias, promoções, entrevistas e documentários tudo sobre a cultura "Pop".

De acordo com o último levantamento feito pela A. C. Nielssen, em dezembro, a MTV possui 49,3 milhões de assinantes, 5,9 mil afiliados e chega a 50 milhões de lares nos Estados Unidos. Esse índice pode saltar para 91 milhões de lares atingidos se se considerar outros 32 países, que a emissora alcança, inclusive a União Soviética. A MTV Europa, por exemplo, atinge 22 países, 24 horas por dia, via satélite, cabo e distribuição terrestre, A MTV Japão, transmitida a través da Tokio Broadcasting System Inc. - a maior estação Comercial japonesa - chega a 98% dos 120 milhões de habitantes por quase 6 horas diárias,

O acordo fechado entre a MTV e a TVA Abril tem duração inicial prevista para cinco anos, renovável, dependendo do interesse das partes, Durante esse tempo, a rede norte-americana receberá os royalties pela marca MTV como qualquer outro fornecedor internacional. A emissora não terá participação no faturamento da TV Abril. embora as bases contratuais permitam à M TV participar de decisões do tipo quais comerciais devem ser veiculados - ou não na emissora brasileira. "É para manter a credibilidade da marca ", adianta a vice-presidente executiva da MTV Sara Levínson. Nos Estados Unidos, a MTV não veicula comerciais de cigarros. No caso de bebidas, só de cerveja - destilados não

Sara Levinson e a vice-presidente sênior de programação internacional da MTV, Liz Nealon, acompanham a instalação da TV Abril. Nos próximos meses, profissionais das duas emissoras devem trocar informações através de estágios nas matrizes.

No comments:

Post a Comment

Followers