Wednesday, January 2, 2013

1991 - AIDS na TV

Folha de S. Paulo


Data de Publicação: 1/1/1991



____________________________________________________________


CAMPANHA SOBRE AIDS PELA TV NÃO INFORMA



Com um mês de atraso, o brasileiro passou ontem a ouvir entre os comerciais da TV um personagem com ar deprimido dizer "Eu tenho Aids. Eu não tenho cura." E o assunto morre por aí. A informação, uma das menos úteis no combate à Aids, é a única transmitida através da TV na primeira fase da campanha educativa promovida pelo Ministério da Saúde e patrocinada por um "pool" de dez empresas.



Nos cartazes distribuídos pelo Ministério há mais informações sobre a forma de transmissão da doença, mas os conselhos não são nada práticos. A maior omissão fica por conta das agulhas contaminadas. Apesar de o uso de drogas injetáveis estar se tornando a principal forma de transmissão da doença no país, nada é dito a respeito da dependência de drogas ou do uso de seringas compartilhadas.



A abordagem da Aids feita na televisão, apenas como uma doença sem cura, ajuda a marginalizar os prováveis 500 mil brasileiros que estão contaminados pelo vírus causador da doença.



A Federação das Obras Sociais voltou a veicular na TV o anúncio em que estimula as empresas a fazerem campanhas de esclarecimento a funcionários.



No comments:

Post a Comment

Followers