Sunday, January 20, 2013

1978 - A Popular Xênia Bier

Jornal do Brasil
Data de Publicação: 30/9/1978
Autora: Maria Helena Dutra
IMUNE AO TEMPO
Nada parece poder destruí-los. O mundo gira, as coisas rodam, mas o "consultório sentimental" permanece inalterado como grande atração popular nos veículos de comunicação. Atualmente, se faz presente no programa Falei e Disse, Rede Bandeirantes, de segunda a sexta, às três da tarde, gravado em São Paulo e aqui transmitido pelo Canal 7.


É apresentado há longos anos, o que prova uma cativa platéia, por Xênia Bier. O primeiro contato com o programa chega a causar espanto por ser um exercício prático de antitelevisão por excelência. Nenhum recurso técnico, de imagem ou áudio, é utilizado ou sequer cogitado. Durante quase uma hora diária, agora um pouco diminuída devido ao TRE, a sua dona apenas fala. É realmente uma produção que faz jus ao nome. Duas câmeras, quase imóveis, só mudam os angulas enquanto Xênia, num cenário constituído apenas por uma cadeira e mínima mesinha, responde cartas de leitoras. Os assuntos, invariavelmente, são aqueles típicos de revistas femininas ilustradas. Amor, sexo, solidão, criação de filhos, afirmação da mulher como ser humano e utilidade de existir.

Não deixa de ser fascinante descobrir ou assistir uma vez a esse monólogo de Xênia endereçado às suas "companheiras". As idéias e os conselhos variados refletem um feroz senso comum e as cartas que recebe são bastante sintomáticas das preocupações da mulher de baixa classe media. Também não deixam de ser interessantes as entrevistas que, na segunda parte do programa, são feitas com médicos, psicólogos, religiosos e outros especialistas.

O problema é repetir a dose em outros dias. Por que ficam por demais evidentes as limitações e as estreitas visões de todo esse consultório eletrônico. O mundo ou a cidade onde ele está instalado não parecem existir para seus participantes. Tudo é do tamanho de seus lares e as soluções simplistas e as ''verdades eternas" resolvem, em meio minuto, qualquer ocasional angústia. Em qualquer situação a Em qualquer situação a conversa continuará ali sendo sobre infidelidade, conflito de gerações, vivências e gratificações.

Imune ao tempo, ao aumento de custo de vida, às diferenças sociais e a qualquer situação política, esse tipo de programa parece ter seus ouvintes certos e fixos. Caso contrário, já teria cedido espaço para outros. Se resiste, espelha o retrato de seu público e o falar adequado de sua apresentadora.


No comments:

Post a Comment

Followers