Friday, July 2, 2010

1988 - Jô versus Pesos Pesados

Jornal do Brasil
10/3/1988
Márcia Cezimbra
=============



A GUERRA DA SUPER-SEGUNDA FEIRA
A próxima batalha coloca em campo um peso-pesado, um recordista de bilheteria, um jogo e o Gordo...

Mais um peso-pesado na guerra pela audiência de televisăo nas segundas-feiras: o brasileiro Maguila, campeăo sul-americano e quarto colocado no ranking mundial de boxe, enfrentará o argentino Jorge Guido Cambiasso no dia 14, às 21h30min, na Bandeirantes. A emissora paulista, portanto, também vai à luta: o alvo săo os traços de sua própria audiência do Rio e de Săo Paulo, registrados há três dias pelo Ibope durante o embate entre Veja o Gordo, o peso-pesado da TVS, e O retorno de Jedi, na Globo. O azarăo do último páreo entre TVS e Globo, porém, foi o jogo Vasco x América, exibido de 21h20min às 23h34min pela Manchete. A Globo venceu a primeira batalha contra a TVS, mas o futebol da Manchete veio em segundo lugar, no Rio com a média de 19 pontos contra os 17,3 de Jô Soares, no horário de 21h30min às 23h.

A segunda batalha promete ser ainda mais quente na próxima segunda-feira: a azarona Manchete decidiria no início da noite de ontem se transmitiria o jogo do dia 14 pelo campeonato carioca ou se atacaria a concorręência com a novela Carmem. O jogo Vasco x América, se rendeu à emissora preciosos pontos no ibope carioca, custou caro em Săo Paulo, onde a audiência foi mínima. A Globo voltou a programar um campeăo de bilheteria para sua Tela Quente: na próxima segunda-feira, o mesmo Harrison Ford de O Retorno de Jedi volta à telinha na pele de Indiana Jones, no filme Os Caçadores da Arca Perdida, de 81. Ao se transferir para a TVS, portanto, o humor de Jô Soares terminou por criar, além de gracinhas, uma "super-segunda-feira" no Brasil. A diferença entre a "super-terça" de anteontem, que selou a sorte de vários candidatos à presidência dos Estados Unidos, é que a "super-segunda" brasileira promete "eleiçőes" eletrônicas semanais.

Os resultados do Ibope, que dăo vitória à Globo indicam, porém, que, na segunda meia hora de batalha, 10% dos telespectadores entrevistados no Rio desligaram a TV. A Globo, que conseguiu 52 pontos de 21h30min às 22h, contra 15 de Jô e 20 do futebol da Manchete, caiu para 38 pontos de 22h às 22h30min, enquanto Jô subia para 19 e o futebol para 22. Se há a hipótese da Globo ter perdido 4 pontos de sua audiência inicial do Rio para Jô e mais 2 pontos para a Manchete, pelo menos 8% de seu público inicial desistiu de assistir à segunda meia hora de Jedi. A performance de Jô Soares em Săo Paulo, porém, é inversa à do Rio. Lá, Veja o Gordo começou com 28 pontos de 21h30min às 22h, mas caiu para 19 pontos de 22h às 23h. Quem será o próximo vencedor?

HOMERO SANCHEZ RECOMENDA: JÔ DEVE MUDAR PARA QUINTA - Com a ressalva de que está há cinco anos fora de TV, o expert em pesquisas e audiência, Homero Sanchez, forneceu ontem uma receita para Veja o Gordo, da TVS, vencer um dia a Globo: mudar, por exemplo, para quinta-feira e concorrer com o Globo Repórter, retirar "aquela claque horrível" e alguns personagens que já eram velhos na própria Globo e, por fim, baixar o nível de suas piadas para agradar ao público classe C e D da TV S. Homero disse que gravou O Retorno de Jedi e assistiu ao Gordo com um cronômetro para medir o uso absurdo de claques de 10 em 10 segundos. "Depois da primeira meia hora, pensei que o Gordo perdia por mais de 30 pontos. A Globo massacrou o Gordo e vai massacrá-lo pelo menos nas próximas dez semanas, mas ele pode crescer e conseguir até uma audiência maior do que os números razoáveis, nunca bons, que obtinha na Globo", disse.

Homero Sanchez năo poupa elogios, porém, para a boa tática de marketing de Sílvio Santos. "Houve uma expectativa muito grande de que Jô iria acabar com a Globo. Me telefonaram de Săo Paulo para dizer que nem a Caixa Econômica tinha conseguido um espaço para publicidade no Gordo. Ora, é uma mentalidade de Jardins, a Manhattan brasileira, nunca da periferia. As piadas de Jô na Globo eram repetidas por executivos A e B, mas agora se ele quiser crescer terá de descer até o nível C e D", explica. A Globo, na sua opiniăo, agiu com profundo conhecimento de audiência ao retirar da segunda o humorístico TV Pirata (estréia em abril) e atacar o novo concorrente com um filme que, além de bom, atrai crianças. "Qual é a măe que resiste ao apelo de que o Gordo estará ali na próxima segunda e Jedi nunca mais?", pergunta.

A boa tática de marketing, porém, foi deixada de lado, lamentavelmente, segundo Homero Sanchez, já na programaçăo de ontem, sem qualquer chamada para o próprio Gordo. "A Globo está anunciando Os caçadores da Arca Perdida 25 vezes por dia e a TVS năo colocou nenhuma chamada para Jô. A chamada garante 5% de uma audiência. Quando Jô terminava o programa na Globo, vinha em seguida a chamada para a próxima segunda-feira". O erro na escolha de segunda-feira parece para Homero Sanchez um tanto óbvio: O Gordo conseguiria na segunda, no máximo, a audiência apenas razoável que tinha na Globo, mas a situaçăo certamente mudaria se ele atraísse outro tipo de público. "O telespectador que tinha o hábito de ver o Jô na segunda năo mudará de canal por causa do artista. Comprovei isso em 13 anos de TV. Ele pode crescer, mas será massacrado por enquanto, porque a Globo năo brinca em serviço."

No comments:

Post a Comment

Followers