Thursday, June 17, 2010

1977 - Porto Alegre Manda o Recado

O Globo
31/7/1977
Jomar Pereira da Silva
==================

A CARTA DE PORTO ALEGRE
Depois da ediçăo da Carta de Gramado, elaborada em outubro de 1976, os gaúchos voltam agora ao cenário da publicidade nacional com um novo texto redigido esta semana em Porto Alegre, durante o I Encontro de Presidentes de Sindicatos e Associaçőes de Agęncias de Propaganda. Da redaçăo desta nova carta participaram, na verdade, quatro presidentes de entidades: Joăo Moacir de Medeiros (Sindicato das Agęncias do Rio), Luiz Sales (Sindicato das Agęncias de Săo Paulo), Joăo Firme de Oliveira (ABAP-Rio Grande do Sul) Fernando Gallotti (Associaçăo das Agęncias de Brasília). Em síntese, reforçaram algumas posiçőes assumidas anteriormente e lançaram uma semente para o surgimento da Federaçăo Nacional das Agęncias de Publicidade, que englobaria todos os sindicatos estaduais. A Carta de Porto Alegre habilmente procurou também năo conflitar suas intençőes com as que já estăo em curso por iniciativa das entidades congęneres, evitando assim possíveis cisőes. Foram estes os pontos abordados:

1) Propugnar pela observaçăo e cumprimento da Lei 4.680 e de seus instrumentos complementares;

2) Conclamar os órgăos responsáveis pelo cumprimento da Lei a uma açăo enérgica visando o fim do faturamento líquido direto ao anunciante pelos veículos de divulgaçăo;

3) Reiterar integral apoio ŕ opçăo do legislador brasileiro pela Agęncia de Propaganda, sem filiaçăo direta ou indireta com o anunciante;

4) Transmitir ŕs autoridades a preocupaçăo da classe empresarial pela existęncia das chamadas "house-agencies";

5) Promover gestőes junto ao Ministério do Trabalho para que sejam expedidas instruçőes normativas dirimindo dúvidas e regularizando relaçőes que estejam em desacordo com o que disciplina a Lei;

6) Oferecer ao Poder Legislativo e ŕs autoridades do Poder Executivo, assessoria e subsídios relacionados ao setor publicitário;

7) Apoiar os esforços das entidades de classe lideradas pela ABAP para elaboraçăo e implantaçăo de um Código de Auto-Regulamentaçăo Publicitária;

8) O empenho pela constituiçăo de uma Federaçăo Nacional de Agęncias de Publicidade com o intuito de adotar uma filosofia sindical em defesa dos interesses da propaganda e da classe.





No comments:

Post a Comment

Followers