Friday, January 1, 2010

1972 - Sílvio Santos vem aí






Revista: Cartaz
Data de Publicação: 22/6/1972




AGORA É GUERRA!
A TV de Sílvio Santos

Sílvio Santos está no Japão se preparando para a nova guerra da televisão: em 22 dias vai conhecer e comprar os mais modernos equipamentos para gravação de vídeo-tape e montagem do que se pode chamar de a primeira emissora particular de televisão do Brasil, a Central Sílvio Santos de Produções Artísticas. Por 20 mil cruzeiros mensais, ele deixou alugado em São Paulo os estúdios de Vila Guilherme, da falecida TV Excelsior, onde pretende produzir não só o seu programa de domingo, mas novelas e espetáculos musicais para vender aos principais canais. Sílvio em Tóquio aproveitará para dar entrevista a um canal de TV japonesa e, antes de voltar, passará pela Europa e Estados Unidos. vendo o que de mais moderno se faz e descansando.

SÍLVIO A JATO

Seus últimos dias em São Paulo foram estafantes: teve que apresentar o programa dominical, deixar gravado 30 programas de rádio e manter várias reuniões com sua equipe de produção para acerto dos novos projetos. Uma semana antes da viagem, esteve em Brasília tentando ser recebido pelo ministro Higino Corsetti, das Comunicações, para se informar da proibição quanto aos programas ao vivo, mas não foi atendido. Sílvio deixou sua equipe de advogados encarregada de tentar o contato com o governo, com um plano que elaborou para atender às exigências do ministro Corsetti de gravação em tape de seu programa dominical.

TV SÍLVIO SANTOS

Com a aparelhagem comprada no Japão e os estúdios de Vila Guilherme, Sílvio pretende gravar o programa no próprio domingo, às nove horas da manhã. Das nove ao meio-dia seria feita a primeira parte e o censor do governo iria executando o seu trabalho de censura. Ao meio-dia, censurado, o programa entraria no ar, enquanto Sílvio e sua equipe iriam gravando mais três horas no estúdio, e assim por diante. Esse esquema permitiria ao programa Sílvio Santos não perder o sabor de atualidade, de reportagens bem atuais. Para o esquema funcionar é necessária apenas a palavra final do ministro.

Além do programa, nos estúdios de Vila Guilherme, Sílvio pretende fazer até mesmo concorrência às novelas da TV Globo. Vai contratar um elenco milionário de artistas, técnicos, autores e diretores, mas até agora não pode adiantar nenhum nome. Seu objetivo é além de vender as novelas para as televisões brasileiras, passar a exportar para Argentina, Uruguai e Chile. No estúdio, a novela já sairá dublada em castelhano e,depois, o escritório de Sílvio Santos Produções Artísticas em Buenos Aires se encarregará da colocação no mercado latino-americano.




ARTISTAS CONTRATADOS

Para a produção de shows. e musicais, a Central Sílvia Santos já tem contratados vários artistas dos mais badalados: Wanderley Cardoso, Agnaldo Rayol, Paulo Sérgio, Antônio Marcos e Vanusa, entre outros. Esses artistas já estão trabalhando dentro do esquema do Baú da Felicidade, que financia shows para clubes do interior em São Paulo e do Brasil. Os artistas recebem o cachê no mesmo dia da apresentação e o clube ou entidade promotora paga a produção ao Baú da Felicidade em dez suaves prestações mensais. Sílvio, apesar de cansado nas vésperas de sua viagem, mostrava-se bastante entusiasmado com os planos de sua Central de Produções: "Não só porque a concorrência vai elevar o nível da TV brasileira, mas principalmente porque vai aumentar o campo de trabalho ainda um pouco limitado".

Enquanto estiver ausente, o programa Sílvio Santos será apresentado em rodízio por vários companheiros, sendo certo somente que Leo Santos, seu irmão, deverá apresentar pelo menos um. Mesmo depois da volta de Sílvio e de passar a ser gravado em tape, o programa não sofrerá nenhuma modificação radical. "Uma mudança radical não me interessa. Meu público, mesmo quando alguma mudança é feita para elevar o nível, não aceita a coisa assim de sopetão, e qualquer mudança tem que ser feita aos poucos".

_________________________________________________________________________
..................................................................................................................................................
..................................................................................................................................................

1 comment:

  1. Quando o irmão do Silvio Santos (Leo Santos) faleceu, o SBT nem sequer deu a notícia, eu me lembro porque soube da morte dele e coloquei imediatamente no SBT e a programação foi normal o dia todo.
    Diferentemente disso, quando o Flavio Cavalcante morreeu, o SBT ficou fora do ar por várias horas.
    Por que será?

    ReplyDelete

Followers