Wednesday, January 20, 2010

1977 - Controvérsia no Sítio do Pica-Pau Amarelo

Jornal do Brasil
Data de Publicação: 6/1/1977
Autor: Alfredo Ribeiro e Paulo Baiano




MONTEIRO LOBATO CONFINADO NA DISNEYLANDIA
O sociólogo Marcos Amazonas, ex-diretor do Departamento Educacional da TV Globo, fala aqui da sua experiência com o programa Vila Sésamo e do motivo que o levou a demitir-se: o desfiguramento da obra de Monteiro Lobato, a ser constatado quando entrar no ar, provavelmente em março, o programa Sitio do Picapau Amarelo.

É muito difícil usar a televisão de uma maneira educacional. A televisão é um meio quente: as pessoas que a assistem têm um envolvimento muito grande com ela e retêm pouco. Por isso, Vila Sésamo é feito em cima de técnicas de propaganda e esse é o seu grande mal pedagógico. Vila Sésamo não e nada mais do que um programa que vende as coisas. Vende a letra A, o número 20, um conceito de higiene, um conceito de interação social, baseando-se em técnicas de publicidade.

- Não se pode negar a Vila Sésamo o seu caráter inovador. Foi a primeira tentativa no Brasil de se fazer televisão educativa. Mas para a criança aprender o que é um triangulo, por exemplo, seria necessário que ela soubesse antes o que é uma figura geométrica. No entanto, a linha pedagógica de Vila Sésamo, baseada na memória, na repetição e na assimilação, não dá importância a relacionar esse fato com as outras coisas que o cercam. Passam 100 vezes a mesma coisa e a criança acaba aprendendo. Se ela não for débil ou mongolóide, tem de aprender.

- Outra crítica: o programa inteirinho é baseado em pesquisas e elaboração sobre a realidade americana. Tem 10 anos de pesquisas e é o programa mais caro já feito no mundo. Usa técnicas interessantes. Por exemplo: jamais, num programa educacional, você deve ter pai e

mãe, porque a criança associa a sua vida real ao que vê na televisão. Do mesmo modo que, ao ver uma novela, você a aceita como real. No caso da programação educacional, não há a figura castradora do pai ou da mãe. Se você tem uma mensagem e quer que uma criança menor a retenha, você a põe na boca do boneco, que é mais lúdico e não lembra nada que não seja do domínio da fantasia da criança. Se eu puser um homem falando, ela o associa ao pai, ao irmão, ao tio. Um boneco, não. Um boneco nunca mentiu, nunca traiu a criança. Em Vila Sésamo, as mensagens fundamentais estão na boca de bonecos.

- Deslumbrado com as possibilidades da televisão educacional, o Governo vem dando apoio a Vila Sésamo, e apoiará o Sítio do Picapau Amarelo, que será uma co-produção TV Globo/TVE, O Governo deu uma verba de Cr$ 6 milhões e mais todas as instalações da TVE. Na verdade, toda a responsabilidade na produção é da TV Globo. Eu era diretor educacional da TV Globo e me demiti porque não concordei com a linha que querem dar ao Sítio do Picapau Amarelo. Acho ótimo que se faça um programa nacional e não há nada melhor do que Monteiro Lobato. Mas resolveram trabalhar com bonecos americanos. o burro tem penas e é. bípede, um horror. Os bonecos não têm nada a ver com o Brasil, uma loucura. Para mim isso é uma nova Disneylândia. Monteiro Lobato vai virar Disneylândia. O grande problema é que Monteiro Lobato é muito terra. Não é Walt Disney, que tem o rato, o casal de patos, os sobrinhos e coisa e tal. Monteiro Lobato, é terra. Todos os preconceitos e estereotipias de Monteiro Lobato mostram ser ele um escritor muito forte, de raízes muito fortes. E isso abandonaram totalmente.

- Educacionalmente, o programa não existe. Era para atingir o pré-escolar, vem a TV Globo e resolve colocá-lo, num horário mais nobre. E, para as pessoas não acharem que o programa era para crianças, transformaram-no em programa educacional para jovens de até 17 anos. A atualização que a Globo fez de Lobato não tem nada a ver com o escritor. Transformaram o texto em novela de televisão: nas histórias, há sempre um suspense no começo, para manter audiência. Então, inventa-se uma história de urnas árabes, que não tem absolutamente nada a ver com Lobato: pessoas que estão atrás de uma urna misteriosa com um tesouro, três detetives que seguem, uma história assim, boas histórias de aventuras, mas Lobato é outra coisa.

- O programa está um ano atrasado. Era para ter estreado em março ou abril do ano passado, mas só irá ao ar em março/abril deste ano, entre as 17h e 18h, com 40 minutos de duração. É um projeto muito ambicioso e vai envolver televisão, revista, gibi, bonequinhos e joguinhos da Estrela. É um negócio de grandes proporções e a tendência é se transformar no Disney brasileiro.

- Acho o seguinte: o Governo depositar na TV Globo uma produção que deveria ser da TV Educativa é o maior absurdo do mundo. A TV Globo está interessada em ganhar dinheiro, vender e ganhar. Por mais que diga da bem-aventurança, da preocupação com as crianças pobres do Brasil, nunca a TV Globo vai fazer um programa educativo.






No comments:

Post a Comment

Followers