Thursday, January 7, 2010

1975 - Dênis Carvalho vai pra Globo

Amiga TV
Data de Publicação: 16/7/1975
Autor: Arnaldo Risemberg








DÊNIS FAZ SUA NOVA ABERTURA COM ROQUE
Recém-contratado pela TV Globo depois de dez anos consecutivos na Tupi de São Paulo, Dênis Carvalho, antes de explicar os motivos ou apontar as vantagens de sua transferência, afirma que "as duas emissoras se igualam em importância artística". Na TV Tupi, Dênis realizou dez novelas, das quais destaca Antônio Maria e Ídolo de Pano.

"Minha vinda para a Globo representa uma nova abertura. Eu já estava precisando sair de São Paulo. Primeiro, para ficar mais perto de Bete, pois, enquanto durou O Rebu, vivíamos nos deslocando de um estado para outro, o que ora estafante. Depois, eu já começava a me sentir acomodado com a rotina. Era aquele mesmo padrão de vida que não compreendia outras atividades e, por outro lado, me preocupava muito com as ameaças de meningite e encefalite, cada vez maiores em São Paulo." Válter Avancini, um dos responsáveis pela contratação de Dênis na Globo, já pensava em incluí-lo em O Grito, que vai substituir Gabriela, quando o escalaram para Roque Santeiro. Dênis vai interpretar Roberto Matias, personagem para o qual foram convidados Paulo José, Reginaldo Farias, Jece Valadão e Mílton Morais.

"É muito bom começar logo numa novela de Dias Gomes e trabalhar ao lado de Lima Duarte, que considero o melhor ator do Brasil." Roberto Matias é um ator de cinema que chega a Asa Branca, cidade fictícia da novela, para realizar um filme sobre a vida do mito, personagem de Francisco Cuoco. "Um ser humano que vai me permitir entrar por um campo diretamente ligado às minhas preocupações. Um ator de cinema cujo único objetivo na vida é se divertir e aproveitar materialmente, todos os momentos. Ou seja, meu personagem representa aquele tipo de ator muito peculiar à classe brasileira, unicamente voltado para cultivar sua vaidade pessoal. Fútil, acomodado e sem se preocupar com maior formação cultural. A realização deste filme dentro da novela Roque Santeiro será útil na medida em que colocará. em discussão a dificuldade material de se fazer cinema no Brasil".

No momento, Dênis está concluindo as filmagens de um dos episódios de Trambiques, primeiro filme produzido por Sílvio Santos, onde trabalha ao lado de Vera Gimenes e Jorge Dória sob a direção de Anselmo Duarte. "É notável o alto nível de profissionalismo e o carinho com que está sendo realizado este trabalho. Realmente, Sílvio formou uma infra-estrutura das mais dignas e creio que minha opinião é a de todos que trabalham com ele".

AQUI, DÊNIS É UM CRÍTICO E FALA DE SUA MULHER




"Esquecendo o fato de Bete Mendes ser minha mulher e considerando o aspecto profissional, é com orgulho que a considero uma das atrizes mais conscienciosas de nosso meio. Por sua honestidade, dedicada ao trabalho, pelas pesquisas que faz o por fazer questão de não registrar nenhum atraso em sua vida profissional, concluo que Bete é um dos exemplos mais notáveis para mim e toda uma geração de novos atores. É impressionante a seriedade de uma mulher do 26 anos que sempre procurou ter em conta uma visão crítica o analítica do que faz. Em momento algum Bete se deixou deslumbrar pelo sucesso. Ao contrário, este sempre lhe serviu de estímulo para se conservar humilde, séria e responsável. Em poucas atrizes via as exigências impostas por Bete em seu relacionamento com as empresas, Imprensa a colegas, quanto à dignificação de uma profissão desprotegida e que, por isso mesmo, precisa de união".

______________________________________________________
............................................................................................................
............................................................................................................


No comments:

Post a Comment

Followers